2009

Alessandra Aparecida de Melo
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Cine Vila
Idade 28

Alessandra, quando criança, conviveu com a realidade da Vila Industrial, um bairro histórico e muito próximo ao Centro do município de Campinas. Já adulta e como estudante de Filosofia da Unicamp, Alessandra dedica-se a pesquisar a história do bairro e a resgatar o significado do local para o desenvolvimento da cidade, onde habitavam operários da ferrovia inaugurada em 1872 pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro. Com o intuito de articular a vida cultural dos moradores de locais declarados como patrimônio histórico, Alessandra criou com a população local o Cine Vila. Trata-se da exibição periódica de filmes, escolhidos com os moradores da Vila, que são projetados e comentados ao ar livre. Dessa forma, o projeto visa trabalhar as relações de vizinhança, de cooperação e as construções coletivas, por meio de uma programação de filmes Brasileiros e da “prosa” de moradores, recostados em esquadrias das janelas, sentados nas calçadas ou espichados em cadeiras no Beco da rua Venda Grande.

Alexandre Fisberg
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Grupo Yad
Idade: 22
Site: http://www.yadsocial.blogspot.com

O Yad é um coletivo de jovens educadores, na faixa etária de 17 a 25 anos, vindos de movimentos juvenis da comunidade judaica de São Paulo. Baseando-se nas suas experiências como educadores não-formais, os jovens do Yad têm como objetivo planejar e proporcionar experiências relevantes de aprendizado e responsabilidade social, sempre buscando uma mudança na forma de pensar e agir. A proposta do grupo é a de desenvolver constantemente novas atividades e projetos pedagógicos para diferentes públicos. O grupo atua junto ao Lar das Crianças da Congregação Israelita Paulista, com atividades pedagógicas para qualificar a inserção de jovens de baixa renda em universidades e no mercado de trabalho. Outro projeto corrente é a Gincana do Bem, que utiliza-se de uma metodologia divertida e mobilizadora para arrecadar recursos e envolver um grande número de pessoas em discussões e reflexões acerca do desenvolvimento social.

Ana Paula Ferreira de Carvalho
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Borboleteando – Arte e Artesanato para todos
Idade: 24
Site: http://www.anapecarvalho.blogspot.com

O projeto é desenvolvido com a Associação Crescer com a Gente, que visa atender crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social, no bairro de Cidade Dutra, município de São Paulo. Percebendo que as famílias do público atendido também deveriam ter atenção e suporte necessário de auto sustentabilidade para reverter as suas situações sociais, Ana Paula Ferreira resolveu apresentar para a Associação um projeto de geração de renda, por meio da produção de arte e artesanato. Nasceu assim o Borboleteando, para proporcionar profissionalização de adolescentes em situação de risco, utilizando-se de técnicas de artesanato trabalhadas por oficineiros especializados, com estímulo ao desenvolvimento da expressão artística dos jovens e de suas famílias. A iniciativa promove também eventos e espaços de exposição do conjunto de artesanato produzido, visando viabilizar a comercialização e consequente geração de renda do grupo.

Ana Paula Valadares
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Projeto 10 de A a Z – Exercendo o direito de saber
Idade: 29

O projeto atua na formação de adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas de liberdade assistida e prestação de serviço a comunidade, dos distritos de Jardim Ângela, Campo Limpo e São Luiz, zona Sul de São Paulo. Por meio de alfabetização, encantamento pela leitura, pelos estudos e preparação para o mercado de trabalho, busca-se a construção de uma perspectiva positiva de vida em meio às condições sociais adversas. A metodologia do trabalho utiliza uma didática diferenciada e baseada na educação popular, arte, fotografia, música e outras abordagens compatíveis com as necessidades dos jovens. As atividades também ocorrem com a sensibilização e capacitação de orientadores sociais e educadores das escolas públicas municipais e estaduais, por meio de participação em fóruns permanentes de educação, seminários, visitas escolares e em núcleos de proteção, visando a garantia dos direitos e a diminuição da exclusão social desses jovens.

André Roberto Estavaringo
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Projeto AZU
Idade: 29
Site: http://www.projetoazu.blogspot.com

O Projeto AZU tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento sócio-cultural de jovens em situação de risco, estimulando a produção artística através das técnicas de azulejaria cerâmica artesanal.  Todas as peças produzidas nas oficinas de criação do atelier coletivo são empregadas na revitalização de espaços públicos degradados da Favela Nossa Senhora Aparecida/Santa Inês, periferia leste do município de São Paulo, tendo como suporte praças, muros, escadarias, vielas e locais de grande circulação de pessoas do bairro. Nessas atividades, trabalha-se também com as questões sociais, nas quais os jovens participantes estão inseridos, fomentando a construção de um núcleo cultural de produção e socialização de artes visuais. Estimula-se o desenvolvimento de cooperativas de produção, trazendo novas reflexões e perspectivas sobre o espaço urbano local, qualidade de vida e formação de mão-de-obra qualificada nas diversas etapas do processo de produção visual e intervenções estéticas urbanas. André Estavaringo iniciou sua produção artística em 1998, através da técnica do graffiti e intervenções urbanas, sendo que atualmente desenvolve trabalhos autorais em pintura, gravura, desenho e ilustração. É um dos idealizadores do Projeto AZU , onde é responsável pelo núcleo de criação artística e web.

Christina Poliana Castro
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Xadrez sem Muros
Idade: 27

Xeque Mate La Mision (Xemalami) é um grupo formado por jovens que adotaram o xadrez em suas vidas como algo além do conceito de esporte, incorporando-o como uma ferramenta inteiramente nova, com capacidade de atrair as pessoas, repleta de anseios e símbolos, agregada ao Movimento Hip Hop. Xemalami é um movimento cultural do Grajaú, região sul de São Paulo, em oposição a uma realidade e estrutura político-social que marginaliza seus jovens, comprometendo suas vidas e sonhos numa convivência com a violência e a indiferença. Em dois anos de desenvolvimento, o Projeto XADREZ SEM MUROS teve o apoio do Programa para Valorização de Iniciativas Culturais – VAI, da Prefeitura do Município de São Paulo, e realizou 22 eventos em diversos bairros do distrito do Grajaú, com intervenções por meio do XADREZ e HIP HOP, utilizando-se de Rap, Grafite, Dança e Discotecagem.

Danielle Greco Puin
São Paulo – Programa Iam
Projeto: GodLuv&Dance
Idade: 26
Site: www.godluvdance.blogspot.com

O projeto GodLuv&Dance trata a dança como movimento, a junção do homem com o espaço que o envolve. Movimento este que pode se transportar para uma realidade, seja na educação, saúde, arte ou cultura. A partir de estudos sobre as técnicas e métodos de movimentação/dança de Rudolph Von Laban, um dos precursores da dança moderna e contemporânea, o projeto trabalha com aulas de dança-educação contemporânea e balé clássico. Inserindo valores como disciplina, amizades significativas, serviço e transparência em um ambiente de amor e aceitação, a fim de que todos possam se tornar agentes transformadores em suas respectivas comunidades. Atualmente o projeto acontece na OSCIP Geração Vida Nova na comunidade do Buraco Quente no Jardim Aeroporto – São Paulo e atende jovens, adultos e crianças a partir dos 4 anos de idade. Atua também através do Grupo de Dança Dicotomia, o qual visa integrar professores e alunos para uma futura profissionalização.

Dimas Reis Gonçalves
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Escola da Africa
Idade: 21
Site: http://www.literaturasuburbana.blogspot.com

Escola da África trabalha com o resgate histórico e cultural, valorização e reconhecimento da presença e influência africana na sociedade Brasileira. Organiza ações para realizar oficinas lúdicas e culturais sobre diversos temas da cultura africana e afro-Brasileira, distribui material de subsídio aos educadores da rede pública para essa abordagem em sala de aula, e promove encontros com educadores para trocas de esperiências e vivências sobre o ensino étnico-racial.
Em abril de 2009, Dimas Reis também envolveu-se com a criação do Movimento Oasis Mundi, que já conta com mais de 8.000 pessoas em busca da construção de sonhos coletivos. A metodologia do Oasis baseia-se em um princípio muito simples: se escolhe alguém para dar um presente, junto com um grupo de amigos; ouve o que este alguém (comum-unidades) quer como presente (sonho coletivo) e constrói junto esse sonho. A idéia é não saber tudo e o melhor é pedir ajuda, pois todo recurso, habilidades e saberes estão na comunidade. O propósito é envolver as pessoas, empoderá-las, gerar a autonomia e a crença de que se pode “mudar o mundo agora, de forma rápida e divertida”.

Diogo da Silveira Alves
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Cia. Teatral Paraisópolis
Idade: 21
Site: http://www.ciatp.blogspot.com

A Cia. TP (Companhia Teatral Paraisópolis) foi criada no dia 29 de novembro de 2008. Formada por um grupo de Jovens da Comunidade de Paraisópolis, a segunda maior favela de São Paulo e a quinta do Brasil.  O foco da Cia. TP é principalmente o trabalho com jovens e crianças de baixa renda, visando desenvolver e democratizar o acesso à cultura. O atendimento se desenvolve por meio de oficinas e aulas das mais diversas modalidades, produzindo espetáculos para dentro e fora de Paraisópolis, de forma a criar oportunidades concretas de crescimento cultural e desenvolvimento social.
A Cia. TP tem por objetivos:
– Promover a integração plena, aprimorando a capacidade cultural, compreensão, reflexão e a potencialidade dos moradores;
– Estimular a organização comunitária e o exercício da cidadania;
– Proporcionar um maior acesso às atividades culturais e de lazer;
– Criar atividades permanentes, de aprendizado e apresentações culturais.

Jefferson Adriano Valladares
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Jeito Jovem
Idade: 23
Site: http://www.meujeitojovemsorocabano.blogspot.com

O Jeito Jovem é um projeto idealizado e executado por jovens do município de Sorocaba, em conjunto com o Conselho Municipal do Jovem, a fim de transformar a sociedade por meio de oficinas que resgatem a identidade do jovem, valorizando suas características positivas para que sejam impulsionadoras de inciativas sociais na realidade onde vive.
O projeto é executado há cerca de dois anos e se desenvolve por encontros mensais e ações voluntárias em atividades como a Feira do Jovem, o Congresso sobre a Juventude, dentre outros. A iniciativa já conquistou visibilidade e credibilidade frente a algumas organizações, governamentais ou não. Espera-se que o jovem consiga, ao final da execução integral do projeto, realizar alguma intevenção ou atitude que tenha valor na comunidade onde vive e possibilite uma melhoria nas condições de vida ou nas relações sociais. Dessa forma, ele perceberá o seu importante papel para a comunidade onde vive, sendo provavelmente o início de um processo de possibilidades para iniciar projetos positivos maiores e mais impactantes.

João Alves Feitoza Filho
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Sacando com Efeito
Idade: 19

O projeto Sacando com Efeito nasceu no ano de 2006, com fins de montar equipes para participarem dos principais campeonatos de tênis de mesa do Estado de São Paulo, e também capacitar os alunos para trabalharem com a modalidade do esporte em escolas e cidades vizinhas.  Hoje, em parceria com a ACE – Associação, Cultura, Esporte Jovem Morato, teve-se a oportunidade de ampliar o trabalho com o objetivo de oferecer alternativas para o tempo ansioso das crianças e adolescentes das redes públicas, particulares, e das comunidades do município de Francisco Morato. Ao meso tempo, capacitam-se os profissionais de educação física com eventos, campeonatos, partidas de exibição e palestras, para o trabalho com o tênis de mesa.

João Roberto Pineda Fava
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Dedo Verde na Escola
Idade: 28
Site: http://www.5elementos.org.br

O projeto “Dedo Verde na Escola” teve início a partir do sonho de 5 jovens, grupo do qual João Roberto faz parte, juntamente com a OSCIP 5 elementos. Inspirado na publicação “O menino do Dedo Verde” e utilizando outros referenciais teóricos, como “Lucia Legan, Fritjof Capra, Freire, entre outros” o grupo se embasou nos princípios da permacultura e da eco-alfabetização, apresentando a ideia de que somos moradores da casa Terra e devemos observar o comportamento dos outros moradores dessa casa (as plantas, os animais, e os microorganismos) que constituem a “teia da vida”, para daí extrair e aprender alguns princípios morais na construção dos comportamentos humanos. O projeto visa despertar hábitos coletivos mais sustentáveis, tornando a Educação Ambiental como uma ferramenta para a busca de soluções práticas às necessidades locais da comunidade. Elege-se a escola como lugar ideal para se discutir a educação, a cidadania e a sustentabilidade, visando alcançar novos elementos reflexivos que propiciem um novo “olhar”, ampliando a percepção do ambiente e das relações possíveis. O projeto tem duração de 11 meses e, atualmente, envolve duas escolas públicas de educação infantil – EMEI Ricardo Gonçalves e Dona Leopoldina, localizadas no bairro da Lapa, no município de São Paulo. A iniciativa conta com a participação direta de professores, alunos e coordenação/direção, e envolve indiretamente os funcionários, pais e comunidade, totalizando em aproximadamente 1500 pessoas.

Katya Aparecida Gonçalves Figueira
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Desatando nós, formando laços
Idade: 24

Como estudante de medicina, Katya desenvolve o projeto junto com outros colegas universitários em atividades de apoio ao dependente químico, pautadas em um programa de recuperação biopsicossocioespiritual com recursos da comunidade. A metodologia de abordagem utilizada é baseada nos princípios do modelo Minnesota, que tem como eixos a conscientização, o fortalecimento da vontade e a revisão de valores. Além de trazer o Modelo Minnesota para o meio acadêmico para fins de ensino, pesquisa e extensão, o projeto também visa contribuir com a construção e efetivação de políticas públicas mais consistentes e que estejam em consonância com o perfil epidemiológico e socioeconômico do país.
O desenvolvimento do projeto no contexto universitário em diálogo com a comunidade permite a articulação do saber popular com o saber científico, respeitando a autonomia dos indivíduos com a clareza de que o conhecimento não é construído para o outro e sim com o outro.

Luciana Mendes Maia
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Jornal Espaço Alana
Idade: 26
Site: http://www.espacoalana.org.br

O Espaço Alana é um jornal comunitário dirigido aos moradores do Jardim Pantanal, bairro de altíssima vulnerabilidade social, localizado no extremo leste da cidade de São Paulo. Com tiragem de quatro mil exemplares mensais, o jornal está em sua 17ª edição. Trata-se de um meio de comunicação que oferece a oportunidade da comunidade participar, produzindo textos e ilustrações e dando sugestões de pauta. Ele é destinado a um público que não possui acesso à mídia impressa e que se informa, quase exclusivamente, pela televisão. Luciana Mendes Maia é jornalista e uma das responsáveis pela edição e diagramação deste periódico, que conta também com o trabalho de Márcia Duarte, estudante de Jornalismo e moradora da comunidade.

Luiz Lobato da Silva
São Paulo – Programa Iam
Projeto: TV Vídeo Vinil
Idade: 27
Site: http://www.myspace.com/videovinil

O TV Vídeo Vinil propicia ao jovem o contato com os diferentes meios de expressões e linguagens culturais, por meio dos conceitos da cultura hiphop e da cultura da discotecagem no Brasil, valorizando e utilizando-se da identidade jovem urbana Brasileira como ferramenta de transformação e interação social dentre os próprios jovens. O projeto atua com ações contínuas e intervenções itinerantes de incentivos socioculturais, criando e difundindo informação cultural, aliadas a atividades presenciais, ferramentas audiovisuais, virtuais, plataformas de redes socias e suas possíveis interfaces, de modo que possa apurar a sensibilidade dos jovens para a realidade sociocultural Brasileira, desenvolvendo habilidades e conceitos de cidadania, novas ferramentas de comunicação e difusão de conhecimento via web ou até mesmo em atividades diretas e interativas com o público.

Mauricélia Magalhães Ribeiro
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Artes Cênicas
Idade: 26

O projeto Artes Cênicas tem como objetivo, oferecer e fortalecer a cultura na região de Parelheiros, zona sul do município de São Paulo, para jovens e adolescentes que vivem nas ruas, através de convivências, eventos e encontros. Busca-se acreditar nos valores, na capacidade e potencialidades desses jovens, apontando uma nova forma de viver, longe dos conflitos, uma convivência familiar diferenciada. O projeto mobiliza através de encontros nos finais de semana 300 jovens. A meta é mobilizar todos jovens do Bairro Jardim dos Álamos Parelheiros SP, até o final de 2010, com visitas, acústicos e luau.

Ridson Mariano da Paixão
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Edições Toró
Idade: 26
Site: http://www.edicoestoro.net

Edições Toró é um selo independente cuja proposta é levar a literatura das periferias para as periferias. Com estéticas, tipografias e variedades em ilustrações dos mais de 12 titulos lançados encontramos livros de poemas, contos, dramaturgia, fotos e artes. O foco do projeto editorial, portanto, é de estimular a produção literária na periferia, onde os jovens não encontram respaldo em programas do poder público e buscam oportunidades para expor sua arte.

Rodrigo Mendes Carvalho Silva
São Paulo – Programa Iam
Projeto: Bicho Verde Água
Idade: 23

Bicho Verde Água visa desenvolver projetos em iniciativas públicas e privadas, com o intuito de conquistar sustentabilidade, melhor qualidade de vida aos animais, educação ambiental, além de estimular a redução,  reaproveitamento e reciclagem do lixo. Realiza conscientização ambiental com as comunidades e estudantes de escolas públicas e privadas, com o objetivo de obter mudanças de hábitos de consumo e tendências ecológicas. Atualmente o projeto atende o município de Itapecerica da Serra e de Carapicuíba.

ab0d90df65eddb5eb357500e1a268210WWWWWWW